Rito de York x Ritual de Emulação

Rito de York x Ritual de Emulação

Não. Emulação é um dos Rituais adotados por Lojas da Grande Loja Unida da Inglaterra.  É o mais popular deles.  Existem outros adotados na GLUI: Stability, Unanimity, Oxford, Sussex, Logic, Perfect, Standard, Taylor’s, Revised, Bristol, etc.

O GOB, para estreitar ainda mais os laços de fraternidade com a GLUI, escolheu entre esses o Emulação para adotar em seu âmbito, pelo fato de ser o mais utilizado na Inglaterra, geralmente usado nas Lojas dos Distritos da GLUI em outros países.  O problema foi que, quando da tradução do Ritual no GOB, erroneamente utilizaram o termo Rito de York na capa, pois os responsáveis pela tradução pensavam que o ritual da Inglaterra era o mesmo utilizado nos EUA e chamado de York.  Afinal de contas, York fica na Inglaterra, os EUA foram colônia da Inglaterra, e ambos falam inglês, né? Infelizmente esse erro originou a confusão que vemos até hoje nas Lojas que adotam o Emulação, com a expressão Rito de York estampada nos seus estandartes e brasões, e onde os Irmãos acham que estão praticando o Rito de York sem nunca terem tido o menor contato com o verdadeiro Rito de York americano.

Você tem certeza absoluta disso?

Sim. Os Irmãos que tiverem alguma dúvida quanto a isso podem pesquisar no site da GLUI e tentar encontrar alguma referência sobre Rito de York. Não terá, pois a GLUI não adota oficialmente nenhum rito, e suas Lojas podem utilizar qualquer Ritual desde que siga os costumes do Antigo Ofício, sendo que a maioria adota esses 11 que foram citados. Em contrapartida, os Irmãos podem visitar o site http://www.yorkrite.org/ , que é o site oficial do Rito de York, e verificar que se trata do Rito Americano.

No site há links para todas as Grandes Lojas dos EUA, que adotam o Rito de York em suas Lojas Simbólicas, as Blue Lodges (conhecido como Monitor de Webb), e links para todos os Grandes Capítulos de Maçons do Real Arco, Grandes Conselhos Crípticos e Grandes Comandarias Templárias, que administram os Corpos dos Graus Superiores do Rito de York. Para os Irmãos que desejam conhecer uma verdadeira Blue Lodge, que trabalha no Rito de York, algumas Grandes Lojas e Grandes Orientes Independentes possuem Lojas trabalhando com base nos Rituais da Grande Loja de New York e da Grande Loja de Nevada.  Já o GOB não possui ainda Lojas trabalhando no Rito de York.

Há diferenças entre o Rito de Yok (EUA) e o Ritual de Emulação (Inglaterra)?

Sim.
Apesar dos templos serem parecidos e o modo de circulação em Loja também, os rituais são bastante diferentes.  Exemplos básicos: no Rito de York o Venerável Mestre utiliza uma cartola.  No Emulação o Venerável não utiliza cartola ou chapéu.  No Rito de York existe Marechal, enquanto que no Emulação existe Diretor de Cerimônias.  Esses são apenas dois exemplos das muitas diferenças existentes.

A origem de ambos não é a mesma?

Não. O Rito de York tem como “pai” o Irmão Thomas Smith Webb e como data base o ano de 1797, quando o Rito foi aprovado e adotado pelos EUA. Sua base são os antigos costumes da Grande Loja dos Antigos e da Grande Loja da Irlanda, que eram muito parecidos. Já o Ritual de Emulação foi criado na Loja Emulação, sendo uma versão dos Rituais surgidos após a fusão das duas Grandes Lojas Inglesas que ocorreu em 1813, e que sofreram forte influência dos costumes herdados da Grande Loja dos Modernos.

Qual é o mais praticado?

O York.  O Rito de York é praticado por mais de 3 milhões de Maçons em quase 50 mil Lojas Simbólicas.  Isso representa quase 60% dos Maçons do mundo.  Já o Ritual de Emulação é praticado por aproximadamente 200 mil Maçons reunidos em quase 7 mil Lojas Simbólicas, o que representa menos de 5% da Maçonaria mundial.
Detalhe: o Emulação é menor do que o REAA, tanto em número de Lojas como em número de praticantes.

Fonte: texto do Irmão Kennyo Ismail, publicado no site No Esquadro

Rito de York x Ritual de Emulação

Kennyo Ismail



Total de leitores: 730. Leitura diária: 1. Total de visitas: 2.964.453
mm

About Ivair Ximenes Lopes. Ivair Ximenes

Deixe seus Comentários

Seu comentário é muito importante. Com ele tomamos iniciativas úteis.