Revolução Gloriosa

Revolução Gloriosa

Revolução Gloriosa

Em meados do século XVI iniciou-se o processo de colonização. A expansão colonial e comercial Inglesa levou a um grande enriquecimento da burguesia enriquecimento burguês proporcionou o desenvolvimento do sistema capitalista em algumas cidades inglesas. No entretanto, os campos ingleses ainda viviam sob o regime de servidão.

Essa contradição provocou alguns conflitos. De um lado estavam os senhores feudais, perdendo seus servos, que fugiam para as cidades, mas que tinham o apoio do Rei. De outro lado, a burguesia mercantil desejava a descentralização do poder e o aumento do poder do Parlamento Inglês, que era dividido em Câmara dos Lordes, composta pelos nobres e o clero e que tomava as principais decisões, e a Câmara dos Comuns, formada principalmente por burgueses.

Os problemas começaram com a proclamação da Petição de Direitos, em 1628, que restringia o poder do Rei. Carlos I, Rei da Inglaterra, reagiu a Petição de Direitos e dissolveu o Parlamento, mas foi obrigado a reconvocá-lo em 1640, para obter recursos financeiro para combater uma Revolta na Escócia. O Parlamento, por sua vez, aprovou uma lei que proibia o Rei de dissolvê-lo. Carlos I reagiu novamente e ordenou a invasão do Parlamento, desencadeando uma terrível guerra civil, que durou de 1642 a 1649.

Revolução Gloriosa
movimento que derrubou o rei JaimeII foi chamado de Revolução Gloriora. Esse nome veio do fato de não ter havido derramamento de sangue. A Revolução Gloriosa (1688)completou a revolução burguesa iniciada em 1640. O novo rei jurou obedecer a Bill of Rights (declaração dos direitos), que até hoje funciona com uma espécie de constituição da inglaterra. A partir de então, o parlamento passou a provar ou rejeitar impostos, comvocar exército, fazer as leis e fiscalizar os atos dos reis.

Com a morte de Cromwell, seu filho Ricardo assumiu o poder. As agitações políticas aumentaram e Ricardo abandonou o poder em 1659. Em 1660, foi eleito um novo Parlamento, que entregou o governo a Carlos II (1660 – 1685), substituído por seu irmão Jaime II em 1685.

Jaime II tomou uma série de medidas que desagradaram o Parlamento; este por sua vez, fez acordos com o genro de Jaime II, Guilherme de Orange, que acabou recebendo o trono em troca da promessa de respeitar o Parlamento.

O novo governo substituiu a monarquia absoluta pela Constitucional, na qual o Rei se comprometer a respeitar a declaração dos Direito. (Bill of Rights)

Guilerme de Orange invadiu Londres e assumiu o poder em 1689 e, segundo alguns historiadores, durante a invasão nenhuma gota de sangue foi derramada. Por este motivo, esse período ficou conhecido como Revolução Gloriosa.

Alguns fatos da Inglaterra

1534 – Henrique VIII, rei da Inglaterra, rompe com Roma e funda a Igreja Anglicana.

– O Parlamento inglês aprova um novo Ato de Supremacia, reforçando o poder de Henrique VIII.

1535 – Henrique VIII adquire o título de chefe supremo da igreja e o clero inglês repudia a autoridade do papa.

1555 – Henrique VIII adquire o título de chefe supremo da igreja e o clero inglês repudia a autoridade do papa.

1625 – No dia 27 de março, Carlos I é coroado rei da Inglaterra e da Escócia (até 1649), depois da morte de Jaime I (Jaime VI da Escócia).

1640 – Revolução Puritana na Inglaterra.

1649 – O Parlamento inglês acaba com a Câmara dos Lordes e com a monarquia. É instaurado um regime de soberania parlamentar.

– Execução de Carlos I da Inglaterra.

1650 – Em setembro, Oliver Cromwell vence os escoceses em Dunbar.

1685 – Com a morte de Carlos II, rei da Inglaterra, Escócia e Irlanda, assume o trono Jaime II (rei até 1688).

1688 – Revolução Gloriosa na Inglaterra.



Total de leitores: 1.479. Leitura diária: 1. Total de visitas: 2.928.306
mm

About Ivair Ximenes Lopes. Ivair Ximenes

Deixe seus Comentários

Seu comentário é muito importante. Com ele tomamos iniciativas úteis.


Deixe seus Comentários (rede social)