O Altar e seu significado

O Altar e seu significado 

[ ARTIGO I – SÉRIE ALTAR em XII Capítulos]

A palavra altar é proveniente etimologicamente do latim altus que significa elevação. Tal palavra é consagrada à religião, na qual oferendas ou sacrifícios são feitos nessa estrutura. No antigo altar, este era considerado alto ou originalmente um simples monte de terra ou pedra colocado sobre uma mesa em que as ofertas eram colocadas e / ou eram realizados sacrifícios à divindade.

O primeiro altar foi erguido por Noé (Gênesis 8.20) em gratidão a Deus pela salvação de sua família.

A bíblia diz que “e o altar será santíssimo; tudo o que o tocar será santo” (Êxodo 29.37). Também sabemos que o Altar é um lugar de sacrifício (Levítico 4.24) e de perdão (Levítico 4.35). Numa visão carregada de religiosidade.

Havia no A.T. diversos tipos de altares, os quais reproduzimos onde se encontram d descritos:

-de terra (Êxodo 20.24) para um sacrifício momentâneo visto que eram nômades;
-de pedras (Êxodo 20.25) para consagrar um local para sempre ao Senhor;
-de madeira (Êxodo 27.1) para ser carregado por onde forem pelo deserto;
-de bronze banhado (Êxodo 38.1-2) para suportar o fogo e perdurar;
-de ouro (Êxodo 39.38) para ministrar as orações permanentemente diante do Senhor.

Houve um período na história do povo de Deus que os reis de Israel pecaram contra o Senhor e edificaram altares para si, mas estes não eram o verdadeiro Altar do Senhor e precisaram ser derrubados (II Reis 23.12) assim como todo altar que não fosse para o Senhor (Deuteronômio 7.15).

Pelas consultas realizadas, pude imaginar que a história do Altar na vida da humanidade parece ser uma história mais fascinante que qualquer ficção. Da procura inconsciente deste lugar mais elevado ou alto presente na natureza que o cerca, o Homem evoluiu para construir este Altar perto de si. Inicialmente rudimentares, sua construção dava-se pelo simples amontoar de pedras.

A centralidade e importância do Altar tornaram-no mais solenes e elaborados, sendo portador de uma série de significados e elemento central dos mais variados rituais (holocaustos, preces, declaração de compromissos, incensações, sacrifícios, etc).

Todas as grandes civilizações e culturas humanas ergueram altares: judeus, cristãos, muçulmanos, hindus, romanos, gregos, egípcios, fenícios, incas, maias e astecas. Indígenas e antigos pagãos de todas as partes tiveram e têm seus altares. Nunca, porém, o Altar perdeu sua significação inicial, que é a de conduzir os pensamentos do Homem ao seu elevado deus, seja ele denominado como for, e ao qual chamamos G:.A:.D:.U:..

A partir de elementos como estes, podemos começar a perceber o significado do Altar dos Juramentos na Maçonaria, e a razão de sua posição na Loja

Continuando, é uma estrutura ou um lugar elevado em que se oferecem sacrifícios ou se queima incenso em adoração ao Deus verdadeiro ou a outra deidade. A palavra hebraica mizbéahh (altar) deriva do verbo radical zaváhh (abater; sacrificar) e refere-se assim basicamente a um abatedouro ou a um lugar de sacrifícios. De modo similar, a palavra grega thysiastérion (altar) deriva do verbo radical thýo, que também significa “abater; sacrificar”. (Mt 22:4; Mr 14:12) A palavra grega bomós refere-se ao altar dum deus falso. — At 17:23.

O Altar,  nestes tempos, tinha o condão de sacrificar ou ofertar.

A primeira menção de um altar ocorre após o Dilúvio, quando “Noé começou a construir um altar a Jeová” e fez nele ofertas queimadas. (Gên 8:20) As únicas ofertas mencionadas antes do Dilúvio foram as de Caim e de Abel, e embora seja provável que fizessem isso, não se diz se usaram altares, ou não. — Gên 4:3, 4.

Temos que Abraão construiu um altar em Siquém (Gên 12:7), num ponto entre Betel e Ai (Gên 12:8; 13:3), em Hébron (Gên 13:18) e evidentemente também no monte Moriá, onde ele sacrificou um carneiro que lhe foi dado por Deus em lugar de Isaque. Somente neste último caso menciona-se especificamente a oferta dum sacrifício por Abraão nesses altares. Entretanto, o significado básico da palavra hebraica indica que é provável que se fizessem ofertas em cada caso. Isaque, mais tarde, construiu um altar em Berseba (Gên 26:23, 25), e Jacó construiu altares em Siquém e em Betel. (Gên 33:18, 20; 35:1, 3, 7)

São altares, erguidos pelos patriarcas, sem dúvida eram do tipo mencionado mais tarde por Deus no pacto da Lei, quer montes de terra, quer plataformas de pedras naturais (não lavradas). — Êx 20:24, 25.

Moisés construiu um altar depois da vitória sobre Amaleque, chamando-o de Jeová-Nissi (Jeová É Meu Poste de Sinal).  Ao se fazer o pacto da Lei com Israel, Moisés construiu um altar ao sopé do monte Sinai, e neste se ofereceram sacrifícios. Sangue dos sacrifícios foi aspergido sobre o altar, sobre o livro e sobre o povo, assim validando o pacto e pondo-o em vigor. — Êx 24:4-8; He 9:17-20.

A leitura recorrente, estabelece que as construções de templos maçônicos iniciaram-se com a Maçonaria moderna, sendo o primeiro inaugurado em 1776 na Inglaterra. Contribuíram para seu estilo a Igreja Medieval, os agrupamentos e seitas místicas da época e o modelo de parlamento inglês.

O Templo Maçônico, como o conhecemos. É realmente recente e, não podemos dar-lhes mais antiguidade do que o são.

Na realidade, o primeiro Templo Maçônico, da era moderna, especulativa, foi  da Grande Loja de Londres, teve lançada a sua pedra fundamental no dia 1 de maio de 1775. Sendo inaugurado e consagrado a 23 de maio de 1776. Bem mais isso, é outra história!

Embora saibamos que ao Ganço e a Grelha e a própria Grande loja de Londres, não registravam estes altares, os primeiros se reuniam em tavernas. A a segunda, viria a agregar, muito tempo depois os altares. Como já citei acima. Mas este não é o tema aqui. Deve ser objeto de outro estudo.

Com espeque nestas considerações, construí uma série de pesquisas em cima do “Altar” e seu significado, tentando entender e firmar uma sólida base para que possamos traduzir em pensamentos a cerca de tão importante tema.

 Boa Leitura

TFA

Ir.·. Ivair Ximenes Lopes

Janeiro de 2017.

 

SÉRIE ALTAR em XII Artigos / Capítulos
 O Altar – Rizzardo da Camino.
 O Altar e seu significado [ ARTIGO I ]
 Altares do Tabernáculo. [ ARTIGO II ]
 Altar do incenso [ ARTIGO III ]
 Santificação e uso dos altares do tabernáculo. [ ARTIGO IV ]
 Altares do Templo [ ARTIGO V ]
 Altares Pós-exílicos. [ ARTIGO VI ]
 O Altar do Templo de Ezequiel. [ ARTIGO VII ]
 Outros Altares  [ ARTIGO VIII ]
 Utilização de altares temporários  [ ARTIGO IX]
 Durante o exílio e no período apostólico  [ ARTIGO X ]
 Significância dos Altares  [ ARTIGO XI]
Significado de alta[ ARTIGO XII]



Total de leitores: 580. Leitura diária: 1. Total de visitas: 2.964.666
mm

About Ivair Ximenes Lopes. Ivair Ximenes

Deixe seus Comentários

Seu comentário é muito importante. Com ele tomamos iniciativas úteis.