Grande Oriente de Santa Catarina – GOSC

Grande Oriente de Santa Catarina – GOSC

O Surgimento do Grande Oriente de Santa Catarina

O nascimento do Grande Oriente de Santa Catarina – GOSC – remonta aos primeiros meses do ano de 1950.

À época, existia em nosso Estado uma Delegacia Especial do Grande Oriente do Brasil, dirigida pelo Major do Exército Pedro Auguste Carneiro da Cunha. A responsabilidade da Delegacia não se limitava aos graus simbólicos; cuidava, tambem, dos assuntos relacionados aos graus filosóficos.

Em resposta a um requerimento de um grupo de Irmãos de Santa Catarina, encaminhado a 10 de fevereiro de 1950, o Grão-Mestre Geral do Grande Oriente do Brasil autorizou a criação do Grande Oriente Estadual.

A 12 de abril de 1950, na Biblioteca da Loja “Regeneração Catarinense” – Rua Vidal Ramos, 80, Centro, em Florianópolis, reuniu-se o conclave dos Veneráveis das Lojas do nosso Estado, encontro que marcou o surgimento do Grande Oriente Estadual de Santa Catarina.

Eis a Ata daquela reunião:

“Aos 12 dias do mês de abril de 1950, reuniram-se na sala da Biblioteca Januário Corte, da Loja Maçônica Regeneração Catarinense, sob a presidência do Pod.’.Ir.’. 33 Pedro Auguste Carneiro da Cunha, Grão-Mestre Interino, os Poderosos Irmãos Veneráveis das lojas: Acácia Itajaiense, do Or.’. de Itajaí; Regeneração Catarinense e Ordem e Trabalho, do Or.’. de Florianópolis; Paz e Amor V, ao Or.’. de São Francisco do Sul; Luiz Balster, ao Or.’. de Caçador; Luz Serrana 33, ao Or.’. de Lages; Januário Corte e Campos Lobo, ambas ao Or.’. de Florianópolis; a ainda, por delegação, as Lojas: União e TrabaIho, ao Or.’. de Canoinhas; Luz e Verdade V, ao Or.’. de Itajaí, que assinam a presente Ata.

Iniciados os trabalhos e explanados pelo Ven.’. Ir.’. Pedro Augusto Carneiro do Cunha, as razões do conclave, tiveram início os discursos, que num ambiente de plena cordialidade, trouxeram à casa a opinião das diversas lojas relativamente à fundação do Gr.’. Or.’. de Santa Catarina.

Foram fixados para serem levados como sugestão e consideração das lojas, os seguintes pontos básicos, para início das atividades da comissão encarregada da criação do Gr.’. Or.’. Estadual, digo, da elaboração de um anteprojeto: 1) O Gr.’. Or.’. Estadual será autônomo; 2) poderá manter “garantes de amizade” com quaisquer Potências Maçônicas Estaduais e estrangeiras; 3) Nenhuma Potência Maç.’. poderá intervir no patrimônio das LLoj.’. do Gr.’. Or.’. Estadual; 4) Serão respeitados os ritos das diversas Lojas.

Aprovados os pontos básicos, usaram da palavra diversos Veneráveis IIr.’. – proposta a criação de uma Comissão para elaboração de um anteprojeto de Constituição para o Gr.’. Or.’. Estadual, assentou no plenário a designação dos VVen.’. Ilr.’. Manoel Galdino Vieira, Alfredo Cherem e Renato Ramos da Silva.

Encerrada a Sessão, ainda agradeceu o Pod.’. Ir.’. Pedro Augusto Carneiro da Cunha a presença de todos os IIr.’. e, eu, Secretário do Conclave, lavrei a presente Ata, que será assinada por todos os presentes após ter sido lida e aprovada. – Em tempo: Os Veneráveis das Lojas “Luz Serrana 33” e “Acácia Itajaiense 10” compareceram como observadores, em caráter particular.
(assinados): Pedro Auguste Carneiro da Cunha, 33, Grão-Mestre Interino; Ylmar Corrêa, pela Loja “União e Trabalho” do Or.’. de Canoinhas; Clementino F. B. de Brito 7, Ven.’. da Loja “Ordem e Trabalho”; Sady Magalhães (“Acácia Itajaiense”); W. Hoeschel (“Luz Serrana” 33, de Lages); Mário Balster (Loja “Luiz Balster”); Artur Duarte Silva (“Paz e Amor V”); Artur Duarte Silva (“Luz e Verdade 3”); Batista Pereira (“Campos Lobo”); Renato Ramos da Silva (“Januário Corte”); Manoel G. Vieira (“Ordem e Trabalho”); Nivaldo Detoie (“Acácia Itajaiense”); Hugo Cruz (Orad.’.da Loj.’.”Luiz Balster”); Alfredo Cherem (“Regeneração Catarinense”); Tycho B. Fernandes (“Regeneração Catarinense”); e Pedro Nogueira de Castro, 18, Secretário do Conclave”.

Em 1973, na esteira dos acontecimentos havidos no episódio das eleições para o Grande Oriente do Brasil, ocorreu nova cisão na maçonaria brasileira.

Em Santa Catarina, a 29 de maio daquele ano, foi promulgada a nova Constituição do Grande Oriente de Santa Catarina – GOSC. Surgia, então, a nossa obediência, autônoma, soberana e independente, cujos passos constitutivos estão à disposição dos maçons neste site.

http://www.gosc.org.br/



Total de leitores: 833. Leitura diária: 1. Total de visitas: 2.971.250
mm

About Ivair Ximenes Lopes. Ivair Ximenes

Deixe seus Comentários

Seu comentário é muito importante. Com ele tomamos iniciativas úteis.