Com freqüência os templos religiosos mais importantes se encontravam em cima das pirâmides maias, supostamente por ser o lugar mais perto do céu. A falta de câmaras funerárias indica que o propósito de tais pirâmides não era servir como tumbas dos monarcas como acontecia no Egipto, mas tinha outros propósitos relacionadas com os estudos astronómicos (no mapa do céu) ou rituais religiosos.

A Civilização Maia

A Civilização Maia

A Civilização Maia foi uma das mais desenvolvidas civilizações da América Pré-Colombiana.

Os Maias habitavam a Península de Iucatã, México, e também em outras partes da América Central, Guatemala, Honduras e Belize.

Descendentes dos Olmecas, os Maias passaram a se organizar socialmente por volta do Século X a.C.Calendário MaiaA Sociedade Maia

Os Maias nunca chegaram a formar um Império, o que unia as cidades eram as cerimônias religiosas em adoração aos deuses.

O povo Maia era governado por uma elite religiosa. Os sacerdotes tinham amplo poderes na sociedade, eram considerados representantes dos deuses na terra.

Estes nobres religiosos possuíam grandes extensões de terra e somente eles poderiam exercer o poder politico e militar. Os camponeses, artesãos e escravos, maioria na sociedade, pagavam altos impostos gastos principalmente no sustento da classe religiosa.

A agricultura era a única atividade econômica exercida pelos Maias. Tinha como os principais produtos cultivados o milho, algodão e cacau. Esses produtos muitas vezes eram comercializados com os seus vizinhos da Mesoamérica.

No decorrer do densevolvimento da civilização, foram construídos grandes cidades como a de Palenque, Piedras Negras e Copám, Tikal, Calakamul, Dospilas e Uaxactún.

Os Maias possuíam uma escrita Hieroglífica semelhante a dos egípcios, mas pouco decifrável. Os Maias também se interessaram pela matemática e astronomia, conseguiram elaborar dois calendários sendo que um deles equivalia a um ano solar, exato 365 dias.

O “Haab”, calendário de 365 dias, era usado para marcar a data do início das atividades agrícolas. Já o calendário Tzolkin de 260 dias, era usado para as marcações das datas religiosas.

Religião Maia

Os Maias adoravam divindades ligadas a natureza e seus fenômenos. Para agradar a seus deuses o Maias muitas vezes ofereciam sacrifícios humanos.

os principais deuses da Religião Maia eram:

Itzam-Na = Deus criador da noite e do dia, da natureza e seus elementos.
Kinichi-Ahau = Deus do Sol.
Ix-Chel = Deusa da Lua.
Chac – Divindade criadora da chuva.

A Arte Maia

No campo da arte, os Maias eram os mais evoluídos entre todas as civilizações da Mesoamérica, destacaram-se na arquitetura, escultura e cerâmica.

Na arquitetura damos destaque aos palácios, plataformas cerimoniais e pirâmides que possuíam um templo religioso em seu topo. Destaque para as urnas funerárias e cerâmicas que possuíam pinturas de cenas religiosas em relevo.

A Decadência da Civilização Maia

Por volta do século X, a unidade política maia passou a se fragmentar. A maioria das cidades foram sendo abandonadas. historiadores acreditam que causa disso foi o esgotamento das terras para a pratica da agricultura. Outra hipótese aceita e de que houve revoltas sociais contra as cobranças dos altos impostos.

Quando os espanhóis chegaram no século XVI, o território maia já havia sido conquistado pelos Astecas que estavam expandindo seus domínios sobre a América Central.

Atualmente nas regiões da América Central, ainda há pessoas que falam os dialetos falados pelos Maias da Mesoamérica.



Total de leitores: 663. Leitura diária: 1. Total de visitas: 2.939.649
mm

About Ivair Ximenes Lopes. Ivair Ximenes

Deixe seus Comentários

Seu comentário é muito importante. Com ele tomamos iniciativas úteis.


Deixe seus Comentários (rede social)